Confiança na construção civil

Estamos no último mês de 2017 e o balanço geral com relação a confiabilidade do setor foi fechado. Como está a confiança de quem atua e investe neste setor?

A pesquisa para medir o Índice de Confiança da Construção (ICST) é composto por quatro quesitos: Situação Atual dos Negócios, Carteira de Contratos, Expectativas com relação à evolução do Volume de Demanda nos três meses seguintes e Expectativas em relação à evolução da Situação dos Negócios da Empresa nos seis meses seguintes.

Segundo os dados levantados pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o índice avançou 1,4 ponto em setembro, passando para 77,5 pontos, na quarta alta consecutiva do indicador. Nesse contexto, dados que compõem a confiança do setor também foram positivos. O Índice de Expectativas da construção cresceu 1,8 ponto no mês, enquanto o dado que mede o otimismo com os negócios nos próximos meses variou 3,9 pontos. Por fim, a confiança com a situação atual do setor também teve alta; avançou 1,1 ponto.

Diante desse desempenho, a capacidade de produção da indústria da construção registrou maior uso da capacidade produtiva. Pela terceira vez consecutiva, a utilização da capacidade instalada cresceu 3,5 pontos percentuais e chegou a 65,6%.

*Dados e fontes levantados pela FGV e Brasil.gov